Entrar

Gabarito da Prova: concurso MP TO (Técnico e Analistas) 2024

Por Sumaia Santana | Em 03/03/2024 22:11:48 | Tocantins, Gabaritos, MP TO

São 324 vagas para profissionais de nível médio e superior com salários até R$10 mil. Candidatos fazem a prova neste domingo; consulte o gabarito da prova!


Gabarito da Prova: concurso MP TO (Técnico e Analistas) 2024

Os 15.708 inscritos para o concurso MP TO (Ministério Público do Estado do Tocantins) fazem a prova objetiva e discursiva neste domingo, 3 de março, em dois horários: às 8h (nível superior) e às 15h (nível médio).

A seleção reúne 324 vagas para Técnico Ministerial, Técnico Ministerial Especializado e Analista Ministerial Especializado com salários entre R$4.657,34 e R$10.056,33. Do total de oportunidades, 54 são imediatas e 270 para formação de cadastro reserva.

Sobre a estrutura da prova objetiva, ela é dividida em 120 itens, sendo 50 de conhecimentos gerais e 70 de conhecimentos específicos. 

Em conhecimentos gerais, serão questões de Português, Legislação Aplicada ao MPTO, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, História e Geografia do Tocantins e Atualidades (somente para prova discursiva de ensino médio).

Para conhecimentos específicos, a cobrança é pelo conhecimentos de assuntos pertinentes à área de atuação do candidato.

Divulgação do gabarito

A consulta do gabarito preliminar deverá ser feita na página do CEBRASPE a partir das 19h do dia 5 de março. Quem não concordar, tem das 10h do dia 6 até às 18h do dia 7 para entrar com recurso contra o gabarito

O procedimento administrativo é exclusivamente via Sistema Eletrônico de Interposição de Recursos, situado no endereço eletrônico da banca organizadora. Como orientação, o candidato precisa ser consistente e objetivo, fazendo uso de referências bibliográficas.

Todos os recursos serão analisados e quem não seguir as diretrizes terá a solicitação indeferida. A divulgação do gabarito após recursos está prevista para o dia 8 de março.

Concurso MP TO: cargos e salários

São três faixas de salário, confira:

  • Técnico Ministerial: R$4.657,34;
  • Técnico Ministerial Especializado: R$5.184,60;
  • Analista Ministerial Especializado: R$10.056,33.

Agora, conheça a relação do número de vagas por cargo:

Analista Ministerial

 

  • Analista Ministerial Especializado - Administração de Banco de Dados: 1 + 10 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Administração de Infraestrutura de Tecnologia da Informação: 1 + 10 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Administração e Segurança de Redes: 1 + 10 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Análise de Sistemas: 2 + 15 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Arquitetura e Urbanismo: 1 + 15 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Assistência Social: 2 + 15 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Biblioteconomia: 1+ 5 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Ciências Contábeis: 2 + 10 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Engenharia Civil: 1+ 5 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Jornalismo: 1 + 5 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Letras: 1 + 5 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Medicina: 10 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Odontologia: 1 + 5 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Pedagogia: 1 + 15 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Psicologia: 2 + 15 CR;
  • Analista Ministerial Especializado - Fotografia: 1 + 15 CR.

Técnico Ministerial

  • Técnico Ministerial Especializado- Fotografia: 1+ 5 CR;
  • Técnico Ministerial Especializado - Técnico em Contabilidade: 4 + 20 CR;
  • Técnico Ministerial Especializado - Técnico em Eletricidade: 1 + 5 CR;
  • Técnico Ministerial Especializado- Técnico em Informática: 9 + 45 CR;
  • Técnico Ministerial Especializado- Técnico em Telecomunicações: 1 + 5 CR;
  • Técnico Ministerial - Assistente Administrativo: 20 + 50 CR.

Outras etapas: concurso MP TO 2024

A seleção será composta ainda por exame psicotécnico, de caráter eliminatório e investigação social e funcional, de caráter eliminatório.

O exame psicotécnico, também chamado de avaliação psicológica, será aplicado a todos os candidatos aprovados na prova discursiva. Ele consiste na análise de características cognitivas, de raciocínio, emocionais, de personalidade e motivacionais. 

Esta etapa poderá ser aplicada individualmente ou em grupo, mas sempre baseado em teste psicológicos validados nacionalmente e aprovados pelo Conselho Regional de Psicologia.

Por fim, a investigação social e funcional será aplicada aos inscritos que tiverem a prova discursiva corrigida. A convocação está prevista para 26 de março, por meio de edital específico. Quem estiver nessa lista tem que enviar os seguintes documentos:

  • I - certidão de antecedentes criminais, da cidade/município da jurisdição onde reside/residiu nos últimos cinco anos;
  • II - certidão de antecedentes criminais da Justiça Federal;
  • III - certidões dos cartórios de protestos de títulos da cidade/município onde reside/residiu nos últimos cinco anos;
  • IV - certidões dos cartórios de execução cível da cidade/município onde reside/residiu nos últimos cinco anos.
Foto de perfil Sumaia Santana
Por Sumaia Santana | Comunicação Social
Formada em Comunicação Social com habilitação em Rádio e TV. Atua com redatora desde 2015, com experiência na criação de artigos e notícias sobre os mais diversos temas.

Deixe seu comentário (0)

Participe, faça um comentário.