Entrar

Qual é o aumentativo e diminutivo de moça?

Por Sumaia Santana | Em 15/05/2024 13:51:30 | Português, Aumentativo e diminutivo | 💬 0

O professor Sergio Menuzzi esclarece que a palavra mocetona é desconhecida pela maioria porque seu processo de formação é antigo.



O aumentativo de moça é mocetona. Embora seja pouco usual informalmente, esta é a forma correta de acordo com a norma culta.

Mas, o emprego do termo “moçona” é aceitável no cotidiano, explica Sergio Menuzzi, professor do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

Agora, se o aumentativo de moça é mocetona, por que moçona é tolerado? Isso é porque a linguagem erudita e linguagem coloquial são distintas. A título de comparação, o erudito deve ser empregado na literatura e em outras formalidades, enquanto o informal é adequado para o dia-a-dia.

Já o diminutivo de moça é mocinha. Contudo, para se referir a uma pessoa do sexo feminino que acabou de entrar na adolescência, podemos empregar a palavra moçoila.

Resumo sobre aumentativo e diminutivo

Aumentativo

→ mostra que o objeto ou ser está em tamanho maior do que o original;

→ aumentativo pode também demonstrar exagero e desprezo;

→ aumentativo sintético é formado pela adição de sufixos à palavra no estado original;

→ aumentativo analítico é formado pela adição de adjetivos aumentativos: grande, vasto, enorme, imenso, colossal, desmedido, descomunal, grandíssimo, gigantesco;

→ aumentativos eruditos são empregados na literatura e textos formais;

→ existem aumentativos que, embora não estejam em conformidade com a norma culta, são aceitos no cotidiano.

Diminutivo

→ mostra que o objeto ou ser está em tamanho menor do que o original;

→ diminutivo pode também demonstrar desprezo e crítica;

→ diminutivo sintético é formado pela adição de sufixos à palavra no estado original;

→ o conceito de diminutivo analítico consiste em acrescentar os seguintes adjetivos diminutivos: pequeno, pequenino, mínimo, miúdo, minúsculo, diminuto, reduzido, insignificante.

→ existem diminutivos que, embora não estejam em conformidade com a norma culta, são aceitos no cotidiano;

→ as palavras célula, glóbulo, gotícula, óvulo, opúsculo, película, retículo e versículo, embora terminem com sufixos eruditos, não estão no diminutivo. Essa exceção é porque os termos ganharam significado próprio e são consideradas substantivos no grau normal;

→ o termo furúnculo não está no diminutivo e refere-se a uma infecção cutânea, geralmente de origem bacteriana. Entretanto, a etimologia da palavra é do latim furunculus, cujo significado é “ladrãozinho”.

Por que o aumentativo de moça é mocetona?

Para formar aumentativos usamos sufixos.

yes No caso de “mocetona” há dois sufixos adicionados ao radical: moça + ete + ona. O professor Sergio Menuzzi esclarece que a palavra mocetona é desconhecida pela maioria porque seu processo de formação é antigo.

Aliás, a formação citada acima não é a única “diferentona”. Nosso idioma possui outros sufixos menos usuais que compõem aumentativos mais elitizados. Confira quais são e exemplos de palavras:

  • -(z)arrão: homenzarrão
  • -eirão: boqueirão, vozeirão
  • -aça: barcaça, bigodaça, colheraça, mulheraça
  • - aço: amigaço, animalaço, balaço, corpaço, jornalaço
  • -ázio: copázio, gatázio
  • -uça: dentuça
  • -anzil: corpanzil
  • -aréu: fogaréu
  • -arra: bocarra
  • -orra: cabeçorra, manzorra (mão),patorra (pata)
  • -astro: doutorastro (doutor), lobastro (lobo), poetastro (poeta)
  • -az: canaz (cão), ladravaz (ladrão), lobaz (lobo)

Outros exemplos de aumentativos eruditos:

  • avejão (ave)
  • canzarrão (cão)
  • criançola (criança)
  • dentola (dente)
  • dinheirama (dinheiro)
  • facalhão (faca)
  • fedentilha (fedor)
  • gatarrão (gato)
  • gatalhão (gato)
  • luzerna (luz)
  • macharrão (macho)
  • mamonaço (mamão)
  • nariganga (nariz)
  • narigolê (nariz)
  • narilão (nariz)
  • poeirama (poeira)
  • vagalhão (vaga)

Por que o diminutivo de moça é mocinha?

Também usamos sufixos na formação dos diminutivos. No caso da palavra “mocinha”, o sufixo -inha é um dos mais conhecidos. Veja a seguir quais são os outros com exemplos de palavras:

  • -inho/-inha: bandeirinha, cachorrinho, casinha, mulherzinha, reizinho
  • -zinho/-zinha: animalzinho, cãozinho, narizinho, riozinho
  • -ebre: caesbre
  • -eco: jornaleco

Assim como no aumentativo, existem sufixos diminutivos pouco utilizados, confira:

  • -ete: diabrete
  • -eto/-eta: cruzeta, poemeto, sineta,
  • -im: espadim, farolim
  • -ita/-ito: indiozito, xicarazita
  • -ote: frangote
  • -ulo/-ula: porciúncula (porção), questiúncula (questão), radícula (raiz)

Os exemplos anteriores são pouco (ou nunca) empregados em uma conversa informal. Mas, temos amostras de diminutivos eruditos e algum destes você com certeza nunca viu:

  • árvore: arbúsculo, arvoreta
  • barril: barrilete, barrilote
  • canção: cançoneta
  • cinto: cintilho
  • galo: galispo
  • obra: opúsculo
  • povo: poviléu
  • rapaz: rapazelho
  • rede: retículo
  • saco: saquitel
  • vara: varela
  • velho: velhusco
  • vila: vilela, vileta
Resolver simuladosEscolaridadeQuantidade
Interpretação de TextosEnsino Superior272
SintaxeEnsino Médio28
Interpretação TextualEnsino Médio17
Interpretação de TextoEnsino Médio9
MorfologiaEnsino Superior8
VerbosEnsino Médio8
PontuaçãoEnsino Médio8
Locução AdverbialEnsino Médio7
Flexão VerbalEnsino Médio7
OrtografiaEnsino Médio5
Resolver questõesEscolaridadeQuantidade
Interpretação de TextosEnsino Superior5484
Interpretação TextualEnsino Médio2502
SintaxeEnsino Médio1727
MorfologiaEnsino Superior1188
PontuaçãoEnsino Médio832
OrtografiaEnsino Médio593
Redação OficialEnsino Médio455
CraseEnsino Médio386
Morfologia PronomesEnsino Médio370
Interpretação de TextoEnsino Médio229
Foto de perfil Sumaia Santana
Por Sumaia Santana | Comunicação Social
Formada em Comunicação Social com habilitação em Rádio e TV. Atua com redatora desde 2015, com experiência na criação de artigos e notícias sobre os mais diversos temas.

Deixe seu comentário (0)

Participe, faça um comentário.